ou por telefone
0800 291 0006
Entre em contato por E-mail
@sac@sectorpublic.com.br
5 mapas resumem as condições de vida no Brasil
 
22/11/2016
Entre 2011 e 2014, as condições de vida no Brasil avançaram porém a passos mais lentos do que na década anterior. É o que revela o estudo Radar IDHM, divulgado nesta terça-feira (22) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). De acordo com a pesquisa, em 2014, o Brasil registrava um índice de desenvolvimento humano municipal (IDHM) de 0,761 e teve um crescimento de 1% ao ano entre 2011 e 2014. Entre 2000 e 2010, o avanço anual foi de 1,7%. A melhora – ainda que tênue – das condições de vida repercutiu em todas as unidades da federação. Os principais avanços nesse sentido aconteceram nos estados do Amapá, Amazonas e Piauí. Distrito Federal, São Paulo e Santa Catarina são os únicos estados a apresentar um IDHM municipal considerado muito alto (acima de 0,800) e cinco aparecem com desenvolvimento humano médio. As demais foram classificadas com um IDHM alto. Para calcular o IDHM, os pesquisadores levam em conta as taxas de longevidade, educação e renda de uma dada localidade. Por isso, em último instância, o índice mede a qualidade de vida naquela região. Para esta edição do Radar IDHM foram utilizados dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios de 2011, 2012, 2013 e 2014. FONTE: EXAME.COM
 
Contato

Contato:
0800 291 0006

@sac@sectorpublic.com.br/r